sexta-feira, 7 de novembro de 2008

RETRATO 3 X 4

Jornal OPOVO (Fortaleza) / Concidadania – 12.10.2008

E, finalmente, a Justiça brasileira apresenta ao País a cara do primeiro torturador condenado oficialmente: coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, conhecido nos porões da tortura como "Dr. Tibiriçá" - ex-comandante do DOI/COI. Um tribunal de São Paulo declarou-o torturador, confirmando as denúncias da família Telles.

Um comentário:

Auriberta Alves Nascimento disse...

A tortura no Brasil continua,
A única diferença é que hoje é pior, velada, camuflada, e, se espalha de maneira impressionante, criando uma verdadeira fábrica de revoltados e psicopatas.
A Polícia tortura, o juiz adere, e joga inocentes, ou pessoas que poderiam voltar a conviver em sociedade, NAS MASMORRAS MEDIEVAIS QUE SÃO OS PRESÍDIOS BRASILEIROS.
NADA MUDOU
É A TEORIA DO CAOS.
Auriberta
http://www.alerta-radioatividade.com